Mulheres de Marco aprendem técnicas de beneficiamento da polpa do caju

terça-feira 18 de novembro de 2008 por Comunicação Terrazul

Quinze mulheres do Centro de Produção e Formação da cidade de Marco, no Ceará, participaram da Capacitação especializada do beneficiamento da polpa do caju. O curso, realizado nos dias 25 e 26 de outubro, possibilitou o aperfeiçoamento das produtoras na limpeza, armazenamento, manipulação e conservação de alimentos originários da polpa do caju. O projeto do Centro de Produção e Formação é realizado pela Associação Alternativa Terrazul em parceria com a Instituição canadense Alternatives (Quebéc) e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Marco.

Durantes os dois dias de curso, as mulheres aprenderam a produzir doces em caldas, em pasta e cristalizados, rapadura, suco, mel e licor, todos a partir da polpa do caju. Além dos produtos mais conhecidos, foram produzidos também a partir do caju o bife e a carne seca, podendo originar diversas outras receitas como tortas, pastéis, empadas, coxinhas e paçoca. Segundo a técnica da Associação Alternativa Terrazul responsável pelo projeto, Rebeca Raso, o curso permite que as produtoras possam aprender novas técnicas do beneficiamento da polpa do caju que é rica em nutrientes. Além disso, com a instalação de uma mini-fábrica, o curso deverá contribuir com a geração de renda para o grupo de mulheres produtoras que comercializarão os produtos beneficiados. “Também é uma forma de contribuir para a segurança alimentar delas (produtoras) e das famílias”, ressalta Rebeca.

O beneficiamento da castanha de caju nesses moldes resulta ainda produtos ecologicamente responsáveis, além de agregar os princípios da socioeconômia solidária, tendo como eixo principal a discussão de gênero.

De acordo com Estudos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) é utilizado apenas de 15% a 20% do pedúnculo, parte carnosa do caju, na fabricação de doces, sucos, vinho ou consumo in natura. 80% é desperdiçado, ou seja, jogado fora. O município de Marco, grande produtor de caju, se enquadra nesse perfil de desperdício do pedúnculo. Mais informações com a Equipe de Comunicação do Terrazul, no telefone 3281.0246.

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem