5 de Junho: A Festa da Vida

terça-feira 30 de maio de 2006 por Zacharias Bezerra de Oliveira

Não basta comemorar durante uma semana e pronto. Celebrar um dia e degradar durante os outros 364 dias do ano. É preciso mais consciência ecológica e incorporação no dia-a-dia de nossas ações e boas intenções de sobremaneira mostradas durante a semana do meio ambiente e galhardamente exibidas de forma envolvente pela divulgação da mídia.

Claro que as atividades de ambientalistas e dos movimentos sociais no sentido de exaltar e de divulgar ações para melhorar o meio ambiente são sempre bem vindas, não apenas nesta semana, mas em todos os momentos do ano. É necessário também que passemos a adotar uma visão mais sistêmica, na qual é possível perceber o movimento integrado entre o ambiente, nossas decisões, nossas ações e o nosso futuro. É preciso ter consciência que nós fazemos parte do processo. O meio ambiente somos nós. Nós fazemos parte do meio ambiente. Ele não é algo distante de nós. Com ele nós temos laços profundos e permanentes. Portanto, precisamos começar a pensar o meio ambiente a partir de nós e dos laços que com ele devemos ter diariamente.

Consumindo menos. Somente o necessário, não mais que o necessário. Lembram do Urso Balu? Pois é, pra que se encher de supérfluos que nos trazem endividamento e nenhum benefício? Para que comprar algo somente porque está na “promoção”, se ele não nos terá utilidade alguma? Cuidar do meio ambiente é também adotar uma postura coerente com o que consumimos e fazê-lo de forma consciente. Não vamos deixar que a propaganda consuma nosso tempo, nosso bolso nossa vida, fazendo com que nós consumamos o meio ambiente.

A vida deve ser celebrada a cada dia. Precisa ser vivida a cada momento. O dia da vida é todo dia e, se o meio ambiente é vida, ele deve ser celebrado de maneira permanente. Não como um negócio, onde se vende um produto político partidário ou um programa de ação de uma organização, seja ela governamental, ou não, mas como algo que é parte de nós e com o qual temos laços perenes.

Por conseguinte, vamos celebrar os dias 5, 6, 7... e não somente até o 12 de junho, mas sempre! Em casa, no trabalho, na escola, nos parques, em todos os ambientes. No nosso jornal ou em qualquer outro meio de comunicação social, vamos pautar o assunto como algo mais natural e não apenas o que é catastrófico, mas como algo que deve ser uma prática do dia-a-dia e que perpassa todas as pautas todos os dias. Vamos celebrar, sim, todos os dias do ano. Porque esta é a Festa da Vida!

Serviço:

Parque Rio Branco: “Festa da Vida”

Canto, Dança, Exposições, Teatro, Oficinas.

Realização: Movimento Pró-Parque Rio Branco

Apoio SEMAM

Domingo, dia 4 de junho, e 9:00 às 13:00h Fortaleza - Ceará

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem