Conferências discutem políticas públicas

segunda-feira 3 de outubro de 2005 por ana

Fábio Lima

JPEG - 10.6 KB
Pedro Ivo, coordenador da Conferência, disse que o MMA montará política ambiental

O meio ambiente e a integração das políticas públicas. Com esse enfoque será realizada a II Conferência Nacional do Meio Ambiente, que acontecerá em Brasília, em dezembro. Mas até lá, todos os Estados discutirão as questões relacionadas ao meio ambiente e levarão suas propostas para a plenária nacional. No Ceará, a plenária estadual será realizada de 4 a 6 de novembro, no Sesi da Barra do Ceará.O diagnóstico das políticas ambientais e a participação da sociedade no acompanhamento dos projetos são alguns pontos a serem abordados durante a Conferência. O tema central do evento é “Política Integrada e uso sustentável dos recursos naturais” e como explica o coordenador da II Conferência, Pedro Ivo de Souza Bastista, a intenção do Ministério do Meio Ambiente é montar uma política ambiental sólida que possa ser levada adiante por outros governos.“As mudanças não estão na velocidade que a gente queria porque a degradação ambiental é muito grande no País, mas estamos lançando as bases para uma política constante”, destaca o coordenador que também é assessor especial do Ministério do Meio Ambiente (MMA).Ele destaca como exemplos de políticas ambientais integradas a contenção do desmatamento amazônico, que reuniu o trabalho de 13 ministérios e conseguiu diminuir o desmatamento em 50%.No Nordeste, outro exemplo é a revitalização do Rio São Francisco, para a qual o Ministério destina o segundo maior orçamento da pasta. Além da recuperação e preservação dos sistemas, o MMA está investindo também na capacitação de gestores ambientais. Foi destinado cerca de R$ 4 milhões para a capacitação de gestores que terão como desafio executar as políticas ambientais. A capacitação é mais uma das atividades de integração, que visam unir as esferas federal, estadual e municipal em torno de um único objetivo.Aproximadamente 1.500 delgados representando todos os estados deverão participar da II Conferência Nacional do Meio Ambiente, eles serão escolhidos nas plenárias estaduais. O Ceará contará com a representação de 45 delegados, dos quais 50% devem ser integrantes de movimentos sociais e de organizações ambientalistas, 30% do setor empresarial e 20% do setor governamental. Em sua primeira edição, a Conferência reuniu aproximadamente 60 mil pessoas. A expectativa de público total do evento é maior, assim como o engajamento e as sugestões de projetos voltadas para o uso sustentável dos recursos naturais brasileiros. “É preciso fazer ainda muito mais coisas com esforços do Governo e da sociedade. O meio ambiente é uma questão muito grave no mundo todo”, destaca Pedro Ivo.

Fonte: Diário do Nordeste, 02/10/05

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem