Terrazul em defesa da Mata Atlântica

quarta-feira 7 de setembro de 2005 por Zacharias Bezerra de Oliveira

A Associação Alternativa Terrazul realizou expedição (em 03.09.2005) à Serra da Aratanha, entre os Municípios de Maracanaú e Pacatuba, e constatou o grande ataque realizado contra aquele patrimônio natural, pela exploração sem precedentes das pedreiras no local. Esta foi uma primeira, das várias expedições que a Alternativa Terrazul realizará em nossa região, com o objetivo de identificar os danos causados pela exploração sem controle das empresas ao nosso patrimônio natural.

A Serra da Aratanha é um dos pequenos remanescentes do bioma Mata Atlântica no Ceará. Aí ainda é possível observar uma nesga de mata, que pode vir a ser destruída pela ação das pedreiras. No maciço do Baturité, além da mata, ameaçada pela especulação imobiliária e turismo predatório, pode-se observar ainda resquícios de mangue e de restinga.

Sobre a Mata Atlântica

A mais ameaçada floresta brasileira, Mata Atlântica, é um conjunto de formações florestais e ecossistemas associados, que incluem as Florestas Ombrófilas Densa, Mista e Aberta; as Florestas Estacionais Semidecidual e Decidual, os manguezais, as restingas, os campos de altitude, os brejos e encraves florestais do Nordeste.

Há pouco mais de 500 anos, quando por aqui aportaram os europeus, a Mata Atlântica cobria 15% do território brasileiro, ou seja, 1.306.421 km². Hoje, ela está reduzida a cerca de 102 mil km², 7,84% do que foi um dia. É o segundo ecossistema mais ameaçado de extinção no mundo, atrás das já quase extintas florestas da ilha de Madagascar, na África.

Os remanescentes da Mata Atlântica mantêm nascentes e fontes, regulando o fluxo dos mananciais d’água que abastecem cidades e comunidades do interior. Mais de 120 milhões de brasileiros vivem na área de domínio do bioma Mata Atlântica.

A Mata Atlântica ajuda ainda a regular o clima, a temperatua, a umidade e as chuvas, proporcionando qualidade de vida para 70% da população brasileira; abriga mais de 20 mil espécies de plantas, 50% das quais inexistem em outro lugar; é a floresta mais rica em árvores por unidade de área (454 espécies por ha no sul da Bahia; assegura a fertilidade do solo, protege escarpas de serras e encostas de morros; abriga 1,6 milhão de espécies animais: insetos, mamíferos (262 espécies, sendo 73 endêmicas, ou seja, só existem aí); pássaros (620 espécies, sendo 160 endêmicas) e anfíbios (260 espécies, sendo 128 endêmicas).

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem