Conferência Nacional ganha reforço do ProJovem de Fortaleza

sexta-feira 2 de setembro de 2005

A coordenação da II Conferência Nacional do Meio Ambiente (CNMA) acaba de firmar parceria com o Programa Nacional de Inclusão de Jovens - ProJovem de Fortaleza para ampliar a mobilização no Estado do Ceará. Jovens de 18 a24 anos que vivem em áreas de vulnerabilidade social da capital cearense também estarão engajados na II CNMA e vão contribuir para que escolas e comunidades sejam envolvidas nos debates das conferências Estadual e Nacional do Meio Ambiente. De acordo com o coordenador-geral do ProJovem de Fortaleza, Afonso de Sousa, a Conferência é um primeiro passo para que a questão ambiental esteja no dia a dia dos alunos do programa. "A idéia é que tenhamos muitas outras ações em parceria com o MMA. Queremos formar um batalhão ambiental com 490 jovens espalhados por todo a cidade ajudando a levar a mensagem de preservação ambiental às diversas comunidades", explica Sousa. Atualmente o ProJovem de Fortaleza reconduziu 1.200 jovens às salas de aula e a meta é que até o final do ano eles somem 14.700.

O Programa Nacional de Inclusão de Jovens é executado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, em gestão compartilhada com os ministérios da Educação, do Trabalho e Emprego e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, e parceria das prefeituras das capitais. O programa já conta com adesão de prefeituras de pelo menos 16 capitais. A meta é atender até o final do ano 200 mil jovens em todo Brasil. Para atingir esse número, conta com orçamento de R$ 311 milhões para este ano.

O programa é destinado a jovens de 18 a 24 anos que terminaram a 4ª série do ensino fundamental e que não têm contrato formal de trabalho. Durante o período de um ano, os alunos vão completar o ensino fundamental e receber qualificação profissional, além de auxílio financeiro de R$ 100 por mês.

Comissões Organizadoras Estaduais

A Equipe Organizadora da II Conferência Nacional do Meio Ambiente (CNMA) intensificará a mobilização nos 26 estados e no Distrito Federal para a instalação e consolidação das Comissões Organizadoras Estaduais (COEs) até o dia 15 de setembro. "Essas comissões são fundamentais para o sucesso da Conferência Nacional, pois são elas que organizam e coordenam as etapas da Conferência Estadual, onde serão levantadas propostas e eleitos os delegados que virão a Brasília", explica a coordenadora de mobilização da II CNMA, Edilene Américo.

Presididas pelo Ibama - representação do Ministério do Meio Ambiente nos estados -, essas comissões são compostas por representantes de vários setores da sociedade e também responsáveis pelo envio à Equipe Organizadora Nacional das propostas aprovadas nas Conferências Estaduais e que vão compor o documento a ser discutido na Conferência Nacional, em dezembro.

Para instalar essas COEs até a primeira quinzena de setembro, a equipe de mobilização da II CNMA está visitando os Estados, apresentando as principais deliberações da I Conferência Nacional e lançando os objetivos da segunda edição, além de reunir novamente os delegados eleitos em 2003. Participam também da mobilização as Comissões Tripartites Estaduais e diversos setores da sociedade. " Ongs, movimentos sociais, Ministério público, empresários, entidades de classe, enfim, todos os sujeitos sociais que têm interesse na causa ambiental estão convidados a se incorporar ao processo organizativo estadual da Conferência, que resultará na definição de diretrizes para as políticas Estadual e Nacional de Meio Ambiente, além da escolha de delegados", finaliza Edilene Américo.

Mais informações podem ser obtidas nas Gerências-Executivas do IBAMA de cada Estado. A II Conferência Nacional do Meio Ambiente será realizada em Brasília, em dezembro.

Fonte: assessoria de imprensa da Conferência

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem