Biodiversidade entra na pauta da Assomec

sábado 11 de fevereiro de 2006

A primeira reunião deste ano da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), realizada na noite desta quinta-feira (09), foi marcada pela apresentação e debate sobre os preparativos para a 3ª Reunião das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (MOP3) e 8ª Reunião da Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP8).

As duas reuniões oficiais, promovidas pela Organização das Nações Unidas (ONU), acontecerão em Pinhais e dezenas de eventos paralelos serão realizados em Curitiba onde os cerca de seis mil visitantes estrangeiros estarão hospedados. "É um momento importante para toda a Região Metropolitana", disse o prefeito de Curitiba e presidente da Assomec, Beto Richa. Ele destacou que a cidade disputou a realização das reuniões da ONU, já na fase final do processo de escolha, com Salvador, Florianópolis, Porto Alegre e Foz do Iguaçu. "São eventos que vão colocar a Grande Curitiba na vitrine do mundo, com o debate de assuntos de extrema relevância e importância para todos", afirmou. Richa afirmou também que as belezas da Região Metropolitana certamente vão despertar o interesse das delegações dos 187 países e da Comunidade Européia.

Ao abrir a reunião da Assomec, Richa falou do esforço que vem sendo feito desde junho do ano passado para preparar a cidade e mobilizar todos os setores envolvidos. "Estamos preparando a cidade para receber bem os visitantes. Conseguimos dinheiro para implantar a nova sinalização turística da cidade, estamos recapeando vias importantes como a Avenida Victor Ferreira do Amaral, que dá acesso ao município de Pinhais, estamos capacitando profissionais que poderão ter contato com os visitantes, e as nossas crianças também serão convidadas a discutir nas escolas o tema da biodiversidade", disse Richa.

A apresentação dos principais projetos desenvolvidos e apoiados pelo Comitê Local Organizador foi feita pelo coordenador do Comitê, Ramiro Wahrhaftig, que destacou entre os três grandes objetivos da Convenção sobre Diversidade Biológica - tratado internacional que nasceu durante a Rio 92 -, o que mais interessa ao Brasil: "A repartição justa e equilibrada dos benefícios gerados pelo uso dos recursos genéticos. Somos um país megadiverso e lideramos um grupo de 20 países que têm esta característica", relatou.

Ele explicou ainda que as reuniões são fechadas e apenas os delegados dos países signatários da Convenção e os inscritos pelo secretariado terão acesso mas destacou que mesmo assim uma grande mobilização ocorrerá em toda a cidade. "Incentivamos os comerciantes a decorar com temas relacionados à biodiversidade". Além disso, manifestações serão realizadas por organizações não-governamentais que irão atrair milhares de pessoas.

Entre os projetos desenvolvidos e apoiados pelo Comitê, ele destacou a importância dos voluntários, que irão receber os estrangeiros. "Teremos a oportunidade de mostrar que sabemos acolher bem os visitantes", completou.

Oportunidade

Para o secretário do Instituto Municipal do Turismo, Luiz de Carvalho, esta será a grande oportunidade para que a Grande Curitiba passe a ser uma referência no turismo de eventos e negócios. "É uma oportunidade única para divulgar a qualidade do nosso receptivo, a nossa rede hoteleira, a gastronomia, o nosso sistema de transporte e as belezas naturais. Temos que aproveitar este momento porque os visitantes estarão na cidade por três finais de semana seguidos. É a grande oportunidade para que conheçam Curitiba, a Região Metropolitana, o Paraná e um pouco do Brasil. Está aí a importância de informarmos a todos que estiverem aqui", reforçou.

Técnicos do Instituto Municipal do Turismo foram colocados à disposição dos prefeitos da Região Metropolitana e os postos de informações turísticas de Curitiba também poderão ser utilizados pelas cidades interessadas em atrair a atenção dos visitantes. A idéia do secretário de Curitiba é promover uma grande reunião com o trade turístico para que o espaço dos hotéis possa ser utilizado para divulgação.

Durante a reunião, o coordenador do comitê de preparação estadual, Paulo Roberto Castella, informou que o trecho após a Avenida Victor Ferreira do Amaral, em direção a Pinhais até o ExpoTrade, será recapeado pelo Governo do Estado.

Ele falou das várias mobilizações e manifestações que serão realizadas. Um seminário será realizado no final de semana anterior ao início da Reunião das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (MOP3), onde o assunto será "Organismos Vivos e Modificados e o Princípio da Precaução". Segundo ele, delegações estrangeiras já estão sendo convidadas.

Castella falou ainda dos seminários estratégicos preparados para acontecer no Museu Oscar Niemeyer e que trarão especialistas estrangeiros e brasileiros. No dia 17 o assunto será "Mecanismos Jurídicos de Implementação da Convenção sobre Diversidade Biológica". Nos dias 18 e 23 será "Conectando a Conservação da Biodiversidade e Agricultura". O tema "Gestão de Conflitos Ambientais nos Aspectos Legal e Técnico" será o assunto do dia 24.

Exposições, lançamento de livros de fotografias do Paraná e visitas às unidades de conservação também estão sendo preparadas. No dia 28 de março, quando o segmento ministerial estará reunido em Curitiba, o corpo de baile do Teatro Guairá fará uma apresentação e, no dia seguinte, será a vez da Orquestra Sinfônica do Paraná.

Fonte: www.cop8mop3.com.br

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem