Fórum Social lança Campanha pela Carta da Terra

quinta-feira 27 de janeiro de 2005 por eugenia

Maria Eugênia Brasil, de Porto Alegre

“Temos que superar a visão que se tem de Meio ambiente. Queremos um ambiente Inteiro”. Foi com essas palavras que o téologo Leonardo Boff convidou, hoje pela manhã, mais de mil participantes do V Fórum Social Mundial, em Porto alegre, a assimilar os conteúdos da Carta da Terra. Segundo ele, o documento, se aprovado pela ONU, será incoporado à Carta dos Direitos Humanos, esta considerada como antropocêntrica, por somente considerar os seres humanos. Na ocasião, foi lançada uma Campanha para que o Brasil Subscreva a Carta da Terra com o apoio do Instituto Terrazul, e outras entidades integrantes do Fórum Brasileiro de Ongs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento (FBOMS).

O painel Carta da Terra: Um Compromisso Ético para a Agenda 21 contou também com a presença do Secretário de Meio Ambiente do Município de Fortaleza, Pedro Ivo Batista, a presidente do Instituto Terrazul, Socorro Gonçalves, entre outros, e da atriz ambientalista Letícia Sabatella recitando poemas. O painel integra as atividades do II Encontro Nacional de Agendas 21 Locais e I Seminário Internacional de Agenda 21 – Construindo a Democracia Participativa para o Desenvolvimento Sustentável, realizado no V Fórum Social Mundial, em Porto Alegre.

A Carta da Terra, documento mundial, conforme Leonardo Boff, possibilita um outro olhar sobre a natureza, através dos quatros princípios fundamentais que são: respeitar e cuidar da comunidade de vida; manter a integridade ecológica; democracia, não-violência e paz e nova ética.

“A crise ambiental, enfrentando pelos povos do mundo, pode levar a a humanidade a um desastre”, diz o teólogo conclamando as pessoas a adquirirem um consciência ecológica de que o planeta Terra é a nossa casa comum, do qual a cada 13 minutos desaparece uma espécie de vida, pela relação de massacre que se tem com a terra, dela esgotando todos seus recursos. E que, levando em consideração a escassez dos recursos naturais “prevaleça a “Ecologia do Cuidado”, ligado à essencia da vida, visto que o cuidado é pre-condição para que as coisas durem”, afirma Leonardo Boff.

A nova versão da Carta da Terra, distribuída entre os participantes do evento, começou a ser articulada ainda na ECO 92, onde foi criada uma comissão para re-elaboração e discussão do texto. Esse processo envolveu uma média de 100 mil pessoas de mais de 40 países. Em 2000, chegou a um texto de convergência o qual foi assumido pela Unesco para a divulgação nas escolas de todo o mundo.

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem