Ministra do Meio Ambiente abre V Ibero

quarta-feira 5 de abril de 2006

A ministra do Meio Ambiente, Marina da Silva, abriu nesta quarta-feira (dia 5), oficialmente, o V Congresso Ibero-Americano de Educação Ambiental, que acontece até o próximo sábado, em Joinville (SC), com a participação de representantes de 32 paí­ses. "A sensibilidade para as questões ambientais deve ser traduzida em ações e é isto o que estamos fazendo neste encontro", disse. Ela foi aplaudida de pé pelo público que lotou a arena do Centreventos Cau Hansen durante a solenidade.

A abertura do V Ibero teve a participação do representante do Ministério da Educação e Secretário Nacional de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, Ricardo Henriques; do coordenador da Rede de Formação Ambiental do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Enrique Leff; do prefeito de Joinville, Marco Tebaldi; do secretário de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Santa Catarina, Sérgio Silva - representando o governador Luiz Henrique da Silveira; e a representante da Rede Brasileira de Educação Ambiental, Patrí­cia Mousinho.

Durante a solenidade, a ministra Marina da Silva fixou seus sonhos ibero-americanos para a sustentabilidade planetária na árvore dos sonhos, localizada ao lado da arena do Centreventos. Que todos tenham vida e vida em abundância, como disse o mestre Jesus†foi o desejo da ministra. Ela citou que o mundo perdeu nos últimos dez anos mil vezes mais diversidade do que perdeu há 50 anos e que é impossí­vel reduzir esse processo sem a forte participação da sociedade. "A educação ambiental deve promover uma mudança de atitude agora", afirmou.

Marina Silva ainda enfatizou as quatro diretrizes que norteiam o trabalho no Ministério do Meio Ambiente: o forte envolvimento da sociedade na implantação das políticas públicas ambientais, o desenvolvimento sustentável, o fortalecimento do Sistema Nacional de Meio Ambiente e a Política Ambiental Integrada e Transversal. Para Ricardo Henriques, a educação ambiental deve ser um instrumento de transformação de valores.

O lançaamento do 5º Prêmio Docol Ministério do Meio Ambiente de Jornalismo, que tem como tema nesta edição a Gestão dos Recursos Hídricos, também fez parte da solenidade de abertura do congresso. O presidente da Docol, Ingo Doubrawa, disse esperar que a visibilidade do prêmio, amplie a conscientização do uso racional da água. Já o secretário nacional de Recursos Hídricos, do Ministério do Meio Ambiente, João Bosco Senra, disse que o prêmio vai estimular os jornalistas a produzir matérias que despertem cada vez mais a consciência pela preservação do meio ambiente.

O evento ainda teve a apresentação do Sistema Brasileiro de Informação sobre Educação Ambiental (Sibea), de onde será possí­vel acessar tudo sobre educação ambiental no Brasil, e do EA.NET, canal da educação ambiental na internet.

Fonte: Assessoria de Imprensa V Congresso Ibero-Americano de Educação Ambiental

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem