Projeto de desenvolvimento sustentável da cajucultura orgânica - gênero, produção e natureza -

quarta-feira 22 de setembro de 2004 por terrazul

Gênero, Produção e Natureza é um programa de formação que irá contribuir com a melhoria da qualidade de vida no campo a partir do momento em que coloca as mulheres como participantes do processo de produção.

Objetivo Geral Trabalhar a formação de Agentes Ecológicos Femininos, tendo em vista o aumento da participação das mulheres na produção local e no desenvolvimento de uma agricultura ecologicamente sustentável com o aproveitamento e beneficiamento do pedúnculo do caju orgânico. Localização do Projeto O Município de Marco está localizado na região Litoral de Camocim e Acaraú, no Estado do Ceará, (Nordeste do Brasil) e conta com uma população estimada em 30.335 habitantes (Senso de 1991). O Programa será desenvolvido com mulheres de 10 comunidades que circundam o município de Marco. As atividades estarão concetradas no Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município de Marco que tem, nos últimos anos, tido uma preocupação em incentivar a filiação das mulheres trabalhadoras rurais. Ao mesmo tempo, o Sindicato orienta aos associados quanto à prática de uma agricultura que não cause degradações ao meio ambiente. A cajucultura do Municípios de Marco é desenvolvida em 20.300 ha e produz, em média, 1.304 toneladas somente de castanha de caju.

Sobre o Programa A Cajucultura tem sido uma das principais atividades econômicas do Estado do Ceará. Em Marco as mulheres estão inseridas no manejo da cajucultura mas a produção apenas atende ao consumo dos próprios trabalhadores, não contribuindo para o aumento da renda familiar. Devido a falta de conhecimentos e tecnologia apropriada o aproveitamento do pedúnculo é de menos de 10%, o que acarreta um desperdício considerável dos subprodutos do caju e de ganhos econômicos que poderiam existir caso houvesse uma melhor utilização da fruta.

O programa procura inserir as mulheres como participantes no processo de produção, conscientes de seu papel no campo, na família e na sociedade, observando a relação entre três eixos: mulher - produção - natureza.

JPEG - 7.3 KB
Mulher participante no projeto

Metodologia O curso Mulher e Ecologia, com duração de 24 horas (três dias com 8 horas/aula), foi minstrado em dez comunidades selecionadas junto ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Marco. Cada comunidade com a participação de 25 mulheres por curso. Esses cursos trabalham os temas: Gênero e Cidadania, Agricultura Ecológica, Ecologia e o Ser Feminino. Durante o curso foram observados aspectos de motivação, liderança, e nível de interesse pela agricultura ecológica, o que dará suporte para a seleção das 25 mulheres que farão o Curso de Formação de Agentes de Agricultura Ecológica.

JPEG - 5.6 KB
Reunião com as mulheres

Para que o aproveitamento do pedúnculo do caju seja introduzido no processo de produção, de maneira a contribuir verdadeiramente com a mudança da qualidade de vida das trabalhadoras rurais de Marco é preciso que o Projeto tenha continuidade ao final de 2000, tempo previsto para a qualificação profissional das Agentes. De acordo essa necessidade definiu-se como meta para o ano de 2001 a criação de um centro de produção autogestionário de formação e produção de subprodutos orgânicos do pedúnculo do caju.

Esse centro de formação será instalado em uma comunidade próxima ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Marco (STR-Marco) e terá como objetivo geral contribuir com do desenvolvimento sustentável local e, conseqüentemente com a melhoria da qualidade de vida da comunidade, valorizando o trabalho feminino, expandindo a economia local, gerando emprego e renda.

Atividades 1. Pesquisa-conhecimento de indicativos sociais e econômicos

Foi realizada uma pesquisa com as famílias das mulheres das comunidades do Município de Marco, com a finalidade de levantar dados socioeconômicos que possam nos servir de base para a formação de um perfil de início de trabalho ou marco zero.

2. Curso Mulher e Ecologia (24 h/a):

Os cursos foram realizados em 10 comunidades selecionadas com o Sindicato de Marco, com a participação de 307 mulheres.

3. Curso de Formação de Agentes de Agricultura Ecológica (640 h/a):

Estão sendo qualificadas 25 Agentes de Agricultura Ecológica com 640 horas/aula, com especialização em Tecnologia de Beneficamento de Produtos da Cajucultura.

JPEG - 6.7 KB
Mulheres, homens e crianças assistindo aula
Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem