Fiscais do transporte aprendem sobre biodiversidade

quinta-feira 2 de fevereiro de 2006 por Michel Willian/SMCS

Os 221 integrantes da equipe de fiscalização do transporte coletivo de Curitiba vão passar pelo treinamento de capacitação para os eventos que a Organização das Nações Unidas (ONU) promoverá em Curitiba no mês de março. O primeiro grupo de fiscais já participou nesta quarta-feira (01) do curso, que é promovido pela Universidade Livre do Meio Ambiente (Unilivre) e pelo Comitê Organizador Local, instituído pelo prefeito Beto Richa para preparar a cidade para os eventos.

Os funcionários da fiscalização da Urbs, empresa que gerencia o transporte coletivo de Curitiba, terão contato direto com boa parte dos visitantes. O serviço curitibano de ônibus é conhecido internacionalmente e deve atrair a atenção dos participantes das conferências da ONU. "Esse pessoal que vem de fora já ouviu falar do nosso transporte, e com certeza vai querer conhecer como funciona", afirma Wagner de Alencar Fonseca, funcionário da Urbs há 15 anos, aluno da primeira turma do curso de capacitação.

Os dois temas principais das conferências - biodiversidade e biossegurança - não eram novidade para Fonseca, que faz faculdade de administração e já teve aulas sobre responsabilidade sócio-ambiental. "Será muito importante que todos os fiscais estejam por dentro destes assuntos, porque seremos multiplicadores das informações e, além disso, temas relacionados ao meio-ambiente devem ser do interesse de qualquer cidadão", diz ele.

OPERAÇÃO ESPECIAL - Os fiscais da Urbs têm papel fundamental para o bom funcionamento do transporte coletivo. Eles fazem o controle do cumprimento dos horários dos ônibus e das fichas de vistoria dos veículos, além de orientar passageiros sobre horários e itinerários. Identificados com coletes especiais, eles são facilmente vistos e procurados por moradores da cidade ou por turistas para dar informações sobre a cidade e até sobre serviços públicos.

Durante o período de eventos da ONU - que vão de 13 a 31 de março - eles também vão ajudar na operação da linha de ônibus especial que será implantada pela Urbs para facilitar os deslocamentos dos mais de seis mil visitantes entre Curitiba e o principal local dos eventos, o ExpoTrade de Pinhais.

Além de diversos eventos paralelos, a programação principal estará concentrada na 3ª Reunião das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (MOP3) e na 8a Reunião da Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP8).

Capacitação - Os primeiros voluntários já começaram a procurar os cursos de capacitação oferecidos gratuitamente pela Unilivre e pelo Comitê Organizador Local. Junto com a turma de fiscais da Urbs, o eletrotécnico Amálio Espínola participou da capacitação nesta quarta-feira (01). Morador do Colombo, ele ficou sabendo pelos jornais da necessidade de voluntários para os eventos da ONU.

Nascido em Foz do Iguaçu, na fronteira com o Paraguai e Argentina, fluente em espanhol e em guarani, Espínola quer ajudar como intérprete para visitantes do Mercosul, especialmente os paraguaios. "Meu interesse por questões ambientais já é antigo, já fiz vários cursos na Unilivre. Não vou perder a chance de participar dessas discussões tão importantes", afirma o voluntário.

Fonte: www.cop8mop3.org.br

Assinaturas: 0

Fórum

Associação Civil Alternativa Terrazul,

Rua Goiás No 621. Bairro: Pan-Americano. Cep: 60441000 Fortaleza - Ceará - Brasil

E-mail: alternativa.terrazul@terra.com.br tel: + 55 85 32810246

Alternatives International

Data Nome Mensagem